14 de jun de 2015

Sobre a criança como um fim para um mundo melhor

A discussão era a questão dos direitos da criança e do adolescente. ECA e afins. E fui tomada por uma sensação grande de desconforto. Me explico.

O clichê que não saía da boca das pessoas era o de que a criança e o jovem são o futuro da nação, logo deve-se cuidar deles e protegê-lo. Ora, isso está certo, mas por que não se pensa em cuidar de ambos pelo simples cuidado? Por que preciso pensar nesse cuidado visando um favorecimento futuro, uma melhor sociedade? Não posso pensar em cuidar de ambos por serem seres humanos mais frágeis e em formação?

Penso que tudo aquilo que diz respeito a um olhar diferenciado para eles deva ser levado em conta independentemente de futuro. O futuro não deve ser um fim para que haja uma preocupação em garantir os direitos da criança e do adolescente.

A criança não vale pela criança? O jovem não vale pelo jovem?

Nenhum comentário: