5 de mai de 2016

Sobre ingratidão

Ela olhou para ele, queixo confiante. Tão jovem. Balançou a cabeça, mas, dessa vez, não teve tristeza nem remorso. Colocou a mão em seu ombro:

- Fiz o que pude, mas agora a vida se encarrega de você.

E sumiu numa lufada de vento.

Nenhum comentário: