4 de mai de 2013

Sem mais

- Não estou pedindo reciprocidade - ela disse.

Ele olhou desconcertado para ela. O que não tem conserto, desconcertado está. Depois, sem dizer nada, voltou-se novamente para seu miojo. Engraçado como ele perdera a graça.

***

A: - O sonhou acabou.

B: - Por quê?

A: - Virou realidade.

***

A minha arma é a vulnerabilidade.

Nenhum comentário: