28 de ago de 2013

Não é porque a gente não se fala sempre...

Para Arteira

Porque pensei em você. Doídamente. Doidamente. Pensei porque ouvi "Oração" e lembrei da sua voz resmungando:

- Detesto essa música: odeio gente feliz.

E a gente riu. Não, você não odiava gente feliz: era só seu jeito de dizer que aquela música não te descia. O que eu entendo, apesar de gostar da música.

Você casou, mudou de emprego, de casa. Muita coisa, né? Mas aposto que ainda usa os vestidos da Hering e tem aqueles ataques de riso quando a pressão é muito grande. Fazer o quê? Ano passado foi difícil, mas, no fundo, acho que tiramos de letra.

E a gente não se viu mais. A vida - fazer o quê? A gente se entende mesmo quando não se conversa. E silêncio preenchido com saudade tem gosto bom.

Porque pensei tão forte que acho que você ouviu e me mandou mensagem carinhosa, só para mostrar que, para você, funciona tudo do mesmo jeito.

Nenhum comentário: