25 de set de 2009

Primaverilirismo


Os dentes-de-leão estão por toda parte. A baliza perfeita. Rosas cor-de-rosa na janela. O sexagenário de all star. Pompons lilases nas alturas e flores violetas forrando o chão. Margaridas me saúdam – diariamente. Gosto dando delas: doam-se com naturalidade, entregam-se tão facilmente. Sem os meneios e requebros das rosas ou o exotismo presunçoso das orquídeas.
Ouço internamente:
Chegou a primavera repartindo suas flores
E traz junto com ela borboletas de mil cores
A folhas ficam mais verdinhas
A grama fica bem fofinha
Os jardins todos coloridos
E os bosques mais floridos [...]
Só esse frio que não entendo... Resquícios do inverno? É, são quatro as estações. Pode ser do Vivaldi ou do Renato Russo – até da Sandy – mas é hora de escolhermos a nossa. Mais especificamente o que mais me toca é o Tim Maia – sem esquecer da dos Los Hermanos.

Um comentário:

biel madeira disse...

http://eusoutchurbs.blogspot.com/2007/03/despertar-da-primavera.html


lendo esse post, me veio à cabeça essa música de minha autoria. na verdade, esse é o primeiro post do meu blog!
hehehe!