2 de jun de 2011

Politicamente incorreto: hora de olhar para o próprio umbigo

O politicamente correto nos tolhe. Mas, de repente, sinto falta dele. A moda agora é abraçar o politicamente incorreto, com a desculpa da liberdade de expressão:

- Falo o que quiser, sou descolado!

O politicamente incorreto nos tolhe mais ainda, porque ficamos sujeitos a ouvir os outros falarem os maiores aburdos como se fosse a coisa mais normal do mundo. Acho que o politicamente incorreto tem funcionado mais para tirar preconceitos de gavetas abafadas e disseminá-los por aí.

Ano passado, estava com um grupo de amigos - com quem cortei relaçãoes por diversos motivos - e olhávamos alguma coisa na internet. Encontramos a foto de uma japonesa que fazia propaganda não me lembro de quê. A troco de nada, o principal objetivo do grupo passou a ser zombar da mulher. A zombaria ficou cada vez mais pesada, o nível, cada vez mais baixo. Logo, não reconhecia mais aquelas pessoas e seus discursos. Eram todos pacatos, mostravam-se sensíveis e, o mais interessante de tudo, estavam longe de qualquer padrão social, profissional ou de beleza. Pessoas que já tinha sofrido diversos preconceitos e que, por isso mesmo, sabiam na pele o que era ser humilhado.

Então de onde vinha aquela gana? Vingança ou uma auto-afirmação patológica?

E ali estavam todos reunidos, zombando de uma pessoa que nem mesmo poderia se defender. A troco de quê? Faz bem pro ego? E se fosse ao vivo? É bom ver o outro sangrar. E tudo isso gratuitamente. So what?

Não dá pra buscar um meio termo, para não ser tolhido por nenhum dos lados? Não dá pra trabalhar os próprios preconceitos, antes de abrir a boca e só sair porcaria -  amplamente disseminada pelas mídias sociais? Não para se colocar no lugar desse outro - as ditas minorias - e ver que o humor às custas dos outros, a auto-afirmação às custas dos outros é um retrocesso? 

3 comentários:

badona disse...

Discordo quando diz que o politicamente correto nos reprime, pois sua função é a inclusão social, portanto é contraditório o que você afirmou.
Entretanto concordo plenamente sobre o humor politicamente incorreto só servir para disseminar o preconceito, o que promove uma involução da sociedade.

Lucianaweb disse...

Verdade Frau, já vi isso acontecer. Já me decepcionei com muitas pessoas agindo como no caso que descreveu.
Era como a pessoa visse a oportunidade de se revelar, seus pensamentos e ideias.

Tatiana Monte disse...

Inclusão social politicamente correta!!!
é uma das mentiras mais mentirosas e espirituosa, doença do nosso século!!!

A liberdade acaba quando invadimos o espaço do outro...eu " eu falo, mesmo?" falemos todos então com o bom senso de respeito!!!
As pessoas deveriam aprender está ação respeitar!!! mais do que serem politicamente corretas!