26 de jul de 2012

Speechless

São raras as vezes em que não quero falar. Se bem que já não são tão raras. Falar cansar. Falar as mesmas coisas cansa. Viver cansa - mas só quando são as mesmas coisas: você é outro, mas as situações são as mesmas.Você quer mudar a música, mas o resto do mundo parecer querer insistir na mesma partitura.

Mas raras mesmos são as vezes em que não sei o que dizer. Nem o que escrever. Nem nada. Se eu estivesse mais próxima, teria sido a primeira a te dar um abraço. Mas não estou. Então tento descobrir o que dizer para tentar chegar até você e mostrar que estou aqui, ainda que desajeitadamente.

Um comentário:

renatocinema disse...

Poeta se nada tem a dizer, hoje, humildemente peço que leia o link abaixo. Espero que goste.......kk

http://www.cinemadetalhado.com.br/2012/07/critica-do-livro-poesia-literaria-de.html