11 de dez de 2012

De estimação

A: - Acho que não dá mais...

B: - O quê?

A: - Isso.

B: - Isso?

A: - Olha como ele está!

B: - Ah! Mal assim?

A: - Olha!

B: - É, ele está meio... diferente.

A: - Diferente? É só olhar para ele: está tão gordo que mal consegue andar!

B: - E o que houve de errado?

A: - Acho que alimentei demais o seu ego.

Um comentário:

renatocinema disse...

O problema, a meu ver, é que, as vezes, não é que alimentamos demais nosso próprio ego, o outro é que não quer ver nosso interior.