4 de mai de 2011

O vandalismo como solução?

No passado, quando os primeiros trabalhadores das indústrias começaram a perceber as desvantangens que as máquinas estavam trazendo - desemprego e menores salários - resolveram quebrá-las em sinal de protesto. Não perceberam que não eram as máquinas as culpadas pelas péssimas condições de trabalho que enfrentavam nem que não eram elas as responsáveis pelo desemprego. Acabaram por ser despedidos, outros foram contratados. Outras máquinas foram compradas. Quem foram os prejudicados?

Em 2011, quando a população é obrigada a lidar com as péssimas condições do transporte público - superlotação, ônibus quebrados e em péssimas condições, atrasos homéricos - ela se revolta e resolve quebrar os ônibus que tanto fazem de suas vidas um inferno em sinal de protesto. Não percebem que não são os ônibus ou o motorista ou o cobrador os responsáveis pela miséria do transporte público.  Acabam por ficar sem transporte: é um ônibus a menos nas ruas, onde eles já são escassos e sucateados. Quem foram os prejudicados?

O que foi que mudou?

Nenhum comentário: