12 de mar de 2013

Quem precisa de Esperança?

Sim, é Esperança com 'e' maiúsculo - em toda a sua graça e glória. Porque um dia as coisas mudam, os sonhos morrem e a última centelha de luz se apaga. Estava pensando nisso por esses dias, dirigindo para o trabalho, lembrando de várias conversas.

A Esperança é a luz no fim do túnel, a luz que nem sempre alcançamos e que nos mantém vivos. Mesmo? Pois eu acho que ela pode prender, acorrentar e podar - e você nunca vai tentar algo novo, seguir em frente, ousar porque tem esperança de que as coisas sejam diferentes - ou que sejam como antes. Fácil fácil passar a vida assim: a eterna espera do que não chega nunca - nem vai chegar.

Mas a luz acaba - isso quando a gente não se cansa de esperar deitado em berço esplêndido e dá cabo nela. A luz que nunca chega? 

- Então chega! - decido entre um tropeço e um sonho.

E, no escuro, tateio a procura do que quer que seja. Talvez uma outra luz para me orientar, um outro caminho, uma outra ideia, um outro sonho. E é a morte da Esperança que antes existia que permite que eu siga com minha pacata vidinha. Assim, posso buscar qualquer coisa que não me acorrente para envelhecer, sem saber o que é viver de verdade.

3 comentários:

Larissa disse...

acho que todo mundo precisa de esperança. talvez não a com E maiúsculo, a que acorrenta, mas aquela que te faz seguir em frente, tatear no escuro, procurar o interruptor, a luz da saída. porque sei lá, né. sem ela, por que eu tentaria achar outro caminho?

Vinícius disse...

"Fácil fácil passar a vida assim: a eterna espera do que não chega nunca (...) - Então chega! - decido entre um tropeço e um sonho."

eis a Vida, no seu pior e no seu melhor. =)

L.M disse...

Gostei demais dessa ideia... estava precisando ler algo assim hoje, obrigada!

=)