11 de mar de 2012

Sobre Pokemons, relacionamentos estranhos e briga de galo

Ontem, eu e o Pirata chegamos a seguinte conclusão:

- Pokemon nada mais é do que briga de galo.

Os pokemons podem ser considerados animais que são colocados para brigar. A animação nipônica gira em torno das tais lutas. E num tempo em que as pessoas estão se conscientizando sobre os direitos dos animais, são celebradas batalhas entre personagens que podem ser comparadas aos últimos. Mas é claro que todo mundo sabe diferenciar realidade de ficção, afinal, nunca vamos ver uma criança colocando seu cachorro (na ausência de um pokemon) para brigar, certo?

Mas acho que o que me assusta é como o relacionamento entre mestre e pokemon é estranho:

- Pikachu, amo você -  pausa - Agora vá lutar e vença a batalha.

Ah, eu pelo menos não acho saudável lidar desse modo com quem se ama ou de quem se diz gostar. Por que colocar em perigo ou em risco quem se quer bem? E, no final do dia, o pokemon volta obedientemente para sua pokebola. Há quem faça isso no mundo real.

Um comentário:

£ädÿ disse...

nunca tinha olhado por esse ângulo, mas é muito verdade. é um relacionamento tão pouco saudável!! o dono vai, judia do tadinho do pokémon, faz o bichinho lutar até quase a morte, e ainda fica com os méritos depois. e o bichinho que só sifu ainda volta pra gaiola. ô dó.
mas eu bem que queria um Pikachu.