3 de abr de 2012

Wishes

Foto: Xando Pereira
Ganhei a tal da fitinha do Senhor do Bonfim. Pensei num pedido, decartei-o. Pensei em outro e amarrei a fitinha vermelha no pulso esquerdo, companhia para o relógio. Pedido esse que dependia exclusivamente de mim. Que tolice pedir algo assim!

Isso faz uns dois meses e na quinta passada, me vi sem a fitinha. Refiz meu caminho até o quarto: ela jazia inerte no chão - intacta. O nó tinha se desfeito sozinho, sem que eu percebesse...

Olhei a fitinha no chão. Ela me olhou de volta. Agonizante ou aliviada?

E me vi imaginando a simbologia daquilo tudo.

2 comentários:

Carolina disse...

Aliviada!

£ädÿ disse...

desejos abandonados à própria sorte tendem a desmoronar sem que a gente perceba [?]