22 de jul de 2010

Diário: Emília

Eu me despedia de todos quando o professor me viu. Me acenou simpático e comentou em tom paternal:

- É a bonequinha da escola. Só não sei se é de pano ou porcelana.

Eu sorri:

- Nenhuma das duas.

Mas agora me pergunto: de que serei feita?

Um comentário:

Bruno Anselmi disse...

Às vezes sua argúcia me assusta...