2 de set de 2011

Bobagens sobre a lua e suas extensões existenciais



O gostar que mingua machuca,
Mas toda lua que mingua cresce também:
Nasce de novo e vira nova
Só para depois cheia ser.

Nenhum comentário: