9 de set de 2011

Zeca contra as ilusões

Zeca olhou pesaroso - pólvora:

- Me iludi com você: achei que fosse uma ilusão.

- Por isso você fez o que fez? - ela, à queima roupa.

- Pelo menos agora sei que você era real.

- Mas eu tô sangrando - ela põe um lenço sujo sobre o buraco de bala no peito.

- Sim, sinto muito, mas agora tenho certeza que você não era uma ilusão: seu sangue é de verdade.

Ouvindo Every you every me (Placebo)

Nenhum comentário: