4 de set de 2011

Caminhos do desejo

Mãos dadas:

Ela - É por ali?
Ele - Não, é em frente.
Ela - Mas não disseram que é por ali?
Ele - E quem são eles pra dizer por onde devemos andar?
Ela - Tudo bem, mas então por onde?
Ele - Acho que temos que virar à esquerda.
Ela - Hum, acho não: acho que é à direita.

Mãos separadas:

Ele - Como a gente faz se cada um quer ir pra um lado?
Ela - Vem comigo!
Ele - Mas é o caminho errado! Vem comigo você!
Ela - Mas não é o caminho certo.

Mãos saudosas:

Ela - E se a gente voltasse pelo caminho pelo qual viemos e encontrássemos outra opção, outra possibilidade?
Ele - Quem sabe dê certo, mas eu só lembro de parte do caminho...
Ela - Não tem problema: eu lembro da outra parte.

Mãos dadas.

Ouvindo Lobotomia (A banda mais bonita da cidade)

Um comentário:

Pantera disse...

Pantera (sentado em uma cadeira, de lado para o divã, cruza as pernas, ajeita o óculos com o dedo do meio, apontando o lápis para o bloco de notas): - Fale-me mais sobre o caminho...