20 de set de 2011

Pontos de vista musicais são pontos de audição?

Uma mesma música pode ter duas versões que suscitam sentimentos bastante diversos. Eis um belo exemplo de uma bela canção:

Nunca (Os outros), a original, mais alegrinha.


Nunca (A banda mais bonita da cidade), versão mais melancólica.


Gosto de ambas, mas se me pedissem para escolher, acho que já passei da fase da versão - prefiro a orginal, embora eu esteja ensaiando a versão. Ops!

5 comentários:

Vinícius Cássio disse...

não conhecia esta música. Gostei bastante, das duas versões! (gostei mais da primeira, hehe)

biel madeira disse...

as versões, creio eu, servem só pra nos mostrar como as coisa dependem muito do leitor...
cada (re)leitura diz uma coisa... (eu to sem fone de ouvido e meu computador aqui do serviço não faz pode fazer barulho... por isso não posso ser mais específico qto à canção em questão!)

Anônimo disse...

as duas versões são legais "só me deixe quando o lado bom for maior do que o ruim" adorei.

clelia, tia

Anônimo disse...

**** "só me deixe quando o lado bom for menor do que o ruim" adorei.
clelia, tia

Tavão disse...

versão é pra matar autores. e que morram sempre da morte mais cruel.