6 de set de 2011

Diário: Indicadores, indicadores onde estão? Sei não!

"Experimenta ficar sem usar o indicador direito quando você é destro" foi a frase que coloquei no facebook hoje. E eu que andava prevendo uma bela queda de escada, mal imaginava que o drama viria literalmente pela porta: foi com gosto que minha mão esquerda traidora empurrou a porta de ferro:
SLAM

fez a porta, enquanto meu indicador direito gritava de dor. Sua voz ecoou pelo corredor, embora eu tivesse ficado calada, pensando que entraria em cena nos próximos cinco minutos.

Okay, respira. Foco. Vou bater o ponto. Que ponto que nada! Olha para o seu dedo, ele está azul! E o que fazer quando seu dedo não passa de uma salsicha azul? Bom, dá para dirigir e escrever, mas não dá pra digitar direito. Dói.

Embora o descuido tenha sido da mão esquerda - o que faz com que eu a declare devidamente "sinistra" - e do meu mau hábito de bater portas pesadas, a punição veio para o pobre dedo indefeso: gelo e giz.

Seja como for, agora estamos todos de castigo.

P.S. Pela terceira vez na vida, vi estrelas. Queria um modo mais agradável de vê-las puxa!

Um comentário:

Marcelo disse...

Tenho certeza que uma das outras vezes foi batendo o dedinho do pé nos móveis