26 de jul de 2013

E há quem acredite ainda na lenda da família tradicional...

[...]

A, a divorciada: - Não é que eu tenha algo contra os gays... É só que não gosto da ideia de ter que aceitá-los. Eles são como uma ameaça a família tradicional!

B, a irritada: - Família tradicional?!? Então, né... Isso não existe há muito tempo e também não é garantia de nada. Existem vários tipos de família que funcionam muito bem. Conheço mães solteiras e casais gays que funcionam muito bem e vivem em harmonia com o resto do mundo.

A, a divorciada: - Não tenho nada contra, não! Não não acho certo a gente ter que engolir essas coisas. Acho importante você buscar uma família que tenha pai mãe e filhos, sabe? Ter marido e essas coisas é importante. Eu mesma me sinto chateada de ver que não consegui ficar casada 25 anos casada, como todas as minhas amigas.

[...]

B pensava em como era feliz por A não ser sua mãe - nem sua sogra -, mas triste por perceber como algumas pessoas ainda pensavam. 

Nenhum comentário: