25 de ago de 2011

Sobre mulheres difíceis

O bom e velho Xaveco
Ela achava que ele já tinha sossegado, mas ontem lhe interpelou nos corredores:

- E aí, você não vai me passar seu e-mail?

Ela respondeu com um "não" firme e deu-lhe as costas. Ele sorriu e respondeu:

- Até o final do ano eu consigo!

Ela olhou para ele, fez um "joinha" e disse:

- Vai nessa.

E ela via o tom desafio que a obtenção de seu e-mail tinha assumido: para ele, ela se tornara um desafio. Mas a questão era justamente aquela: ela não estava se fazendo de difícil, ela simplesmente não queria nada com o tal sujeito.

Claro que há mulheres que adoram joguinhos, como muitos homens também. Mas há muitas e muitas mulheres cuja recusa não sinaliza "vai ter que tentar muito", e sim "não, obrigada" ou ainda "me deixa em paz, seu mala!" - num estágio mais de saco cheio.

Se por um lado há aqueles que não sabem dizer "não", há aqueles que não sabem ouvir "não".

Um comentário:

Vinícius Cássio disse...

Ou ainda há aquele cujo maior prazer é ouvir o "não"! O tal "rejection junkie" da música da Wonkavision!

Oh no!
No need for affection,
I need some rejection.
Say "No"!
I like the sensation.
No need for attention.


http://letras.terra.com.br/wonkavision/1179065/