20 de nov de 2011

Dualidade

Nunca subestime meu poder de abstração. Ou o de concretizar coisas.

Nenhum comentário: