24 de nov de 2011

Racionalizando o irracionalizável (1)

Ela: - Você não lembrou.

Ele: - Me desculpa.

Ela: - Tudo bem. Não era importante.

Ele: - Claro que era!

Ela: - Não, não era. E, pensando bem, eu não poderia te cobrar nada...

Ele: - Por quê?

Ela: - Porque não somos nada.

Nenhum comentário: