24 de out de 2012

Mergulhando [ou não]

Era um dia de sol, muito sol.

Tavinho olhou de longe a piscina verde-água. Olhava desconfiado e foi se aproximando bem devagar, como se ela pudesse oferecer algum grande perigo. 

Foram uns dez minutos até chegar até a borda, mesmo não estando longe dela. Olhou mais um pouco e arriscou colocar o pé para ver a temperatura. 

O pé não: o dedão. O dedão do pé. Friiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiia fria. A água estava fria. Talvez entrasse, talvez não. Talvez decidisse ainda naquele dia e enquanto pensava...

Joãozinho veio correndo e se lançou como uma bala, um tiro. Splash! Os respingos gelados assustaram Tavinho, mas o que mais o assustou foi o corpo de Joãozinho que logo apareceu boiando: ele não sabia nadar, tinha mergulhado sem saber nadar. 

Tavinho nunca mais quis entrar em piscina.

Era um dia de sol, muito sol.