15 de abr de 2011

Me vê uma dose de verdade... pura!

Da última vez que pedi uma dose de verdade pura, da mais pura verdade, achei que não fosse aguentar. As doses às quais eu estava acostumada não tinham alto teor, não eram lá muito fortes. Mas a dose que pedi foi demais para mim. Bom, a princípio pensei que seria, pois era, de fato, a primeira dose de verdade pura, da mais pura verdade, que tragava em minha vida. Desceu rasgando. Verdade decantada, escondida à sete chaves. E me ofereceram. Aceitei e traguei de uma só vez.Quem pede tem que ter estômago. E eu tive. E eu tenho.

Apesar de tudo, prefiro a verdade, a verdade dos que não fogem covardes. Seja em doses cavalares, seja em doses homepáticas. Mas que seja verdade.

Nenhum comentário: