8 de fev de 2012

Música para fossa [2]: Viva a Itália!

Para variar, descobri álbuns do Nico Fidenco e do Sérgio Endrigo em casa. E calhou de ele estar aprendendo italiano. Aí já viu. Mas sempre ficam as coisas boas, as músicas. E por que não as pessoas também? Os sentimentos se transformam.

"L'uomo che non sapeva amare" (O homem que não podia amar) é a clássica canção de arrependimento do sujeito que desperdiçou uma chance e pisou na bola. Como eu não manjo nada de italiano, o Google Translator me deu uma mão na época e e letra é algo como:

"Era un uomo che non sapeva amare
Scusami, non lo farò
Mai più
Perdonami
Io cambierò per te
Ora capisco il male
Che ti ho fatto
Ero un uomo
Che non sapeva amare..."

(Era um homem que não podia amar
Desculpe-me, eu não vou
nunca mais
Perdoa-me
Eu vou mudar por você
Agora eu entendo a dor
O que eu fiz
Eu era um homem
Quem não podia amar ...)
(fonte: Google Translator)


 
Já a canção do Sergio Endrigo, "Io che amo solo te" (Eu que só amo você) me soa como a cena do "fica" ou do "volta": num filme antigo, a mocinha (brava ou chorosa) indo embora de taxi e no fundo a canção do seu amado. 

"C’è gente che ama mille cose
E si perde per le strade del mondo
Io che amo solo te
Io mi fermerò e ti regalerò
Quel che resta della mia gioventù
"
(Tem gente que ama mil coisas/
E se perde pelos caminhos do mundo/
Eu que amo só você/
Eu vou parar e vou dar-lhe/
O que resta
da minha juventude)
  (fonte: Google Translator)

 Mas ela tem que voltar porque, afinal, ele ama somente ela e oferece-lhe o resto de sua juventude. Na ceninha que se passa na minha cabeça, é assim que funciona: a mocinha se arrepende e volta - principalmente por causa da carinha do Sergio Endrigo. Coisa fofa.


Um comentário:

£ädÿ disse...

to passando músicas de fossa, thanks :S