14 de fev de 2012

Valentine's Day ou Halloween?

Durante a confecção das lembrancinhas de Valentine's Day:

- Teacher, como se fala "gosto muito de você"? - ela me pergunta.

- Olha lá na lousa: "I llike you very much" - respondo olhando para ela.

- Nossa, que frases são essas? - ela olha espantada para a lousa.

- São as suggestions que eu dei para vocês escreverem no cartão. Mas você pode escrever outra coisa se quiser.

- Puxa, eu nem vi você escrevendo isso!

- Mas eu escrevi ué? Você estava concentrada em seu cartão.

- Não, o que você fez foi mágica isso sim! - ela sorri.

Pensei em várias coisas naquela fração de segundo: meu papo antigo de ser assistente de mágico (e depois de ser a própria mágica, é claro), Halloween, Harry Potter e por fim o romance "As bruxas de Eastwick", pelo qual estou me deixando apaixonar (tão bom isso!).

O que me lembrou de citar um trecho fantástico do livro, numa cena na qual Alexandra cria uma tempestade na praia, a fim de que as pessoas fossem embora e ela pudesse soltar seu cachorro Carvão da coleira: 

O tempo interno de cada um sempre tinha relação com o tempo externo; era apenas uma questão de reverter a correnteza, algo que acontecia com relativa facilidade uma vez que o poder tivesse sido atribuído ao polo principal, ou seja, ao seu eu feminino (UPDIKE, J. As bruxas de Eastwick).

Fiquei pensando em todas as vezes que eu disse que podia fazer ventar e que meu humor influía no clima. Bobagens é claro. Não sou louca - embora grandes mudanças na minha vida tenham sido acompanhadas por ventanias intensas. Fato. Mas a sensação que essa leitura me trouxe foi, no mínimo, curiosa - como se quase qualquer coisa me fosse possível.

2 comentários:

renatocinema disse...

As bruxas de Eastwick, estrelado por Nicholson é genial. Pena que ainda não li o livro.

£ädÿ disse...

tudo é possível se você acreditar.
li isso em algum lugar. tento sempre aplicar na minha vida.