13 de fev de 2011

Samuca deslocado

Ao assistir a última propaganda da Nova Schin, notei com certa surpresa a presença de Samuel Rosa. Nada contra tal participação, mas não pude deixar de notar um certo deslocamento. Zeca Pagodinho seria perfeito para o papel, tanto que já foi garoto propaganda - da Brahma e depois da Nova Schin. Todavia, Samuel Rosa ainda tem para mim um certo ar de rapaz mineiro e não o ar de malandro/ festeiro requerido. Bom, pelo menos é isso o que me passam as propagandas de cerveja.

É como se ele, Samuel, não tivesse o "perfil" para isso. Em Estudos Clássicos, há uma palavra para isso, para falar sobre o caráter do herói que é construído, mostrando do que ele é ou não capaz, acho que algo ligado a verossimilhança. Infelizmente não me lembro da palavra, mas sei que Samuca não me convenceu. Também não sei que necessidade é essa que tenho de ser convencida! Mas, oras, não é essa a idéia da propaganda em geral, me convencer de alguma coisa? Que preciso de pente, mesmo que seja careca?


2 comentários:

Anônimo disse...

Propagandas de cerveja brasileiras tratam o seu consumidor como idiota e ainda vendem absurdos. Não que o brasileiro seja idiota a ponto de não compreender uma publicidade mais elaborada, sempre sai um prêmio em Cannes para agências daqui, mas nunca de cerveja. O problema é a mentalidade dos empresários do ramo, falta visão. E um publicitário de atitude.

Gbrl

MN disse...

a presença do samuel rosa deve estar relacionada ao público alvo que tentam atingir nesta progaganda.
e sim, propaganda de cerveja é burra.