5 de jun de 2012

Apenas amigos? [1]

Depois de ter lhe contado alguns fatos, ela concluiu:

- Ele é um ótimo amigo - ela, sorriso.

- Me desculpe, mas ele não quer ser seu amigo. Não se ele já fez tudo isso - ele, revelação.

- Ah - pausa dramática - Mesmo? Mas amigos cuidam uns dos outros, ué.

- Mas não desse jeito - ele, sobrancelhas.

- Mesmo? - ela, careta.

- Mesmo. E aí você tem duas opções: ou você deixa claras as suas intenções e se afasta, ou chega junto se gostar dele - ele, sensatez.

O que ele não havia considerado era a terceira opção - opção essa que ela naturalmente não compartilharia com ele.

Um comentário:

renatocinema disse...

Mas, diria que é ousado, insano e provocativo deduzir o que é ser amigo, e ainda digo mais, como saber, o que deseja o outro?

Como saber as intenções???Nem com poesia e filosofia.

Mas, existe a quarta opção....e essa ele pode não gostar.kkk