8 de ago de 2010

As belas que me desculpem

Ficou olhando seus cabelos escuros escorrerem lascivos pelos ombros claros. Rosto redondo, olhos amedoados castanhos. Traços e gestos expressivos. Um nariz delicado, a boca bem desenhada. Dentes perfeitos. Era miúda, pequena. Belas pernas e braços. Cintura e busto. Medidas perfeitas. Não era do tipo de chamava a atenção na rua, mas era um bocado bonita.

Era tão bonita. E aquilo já não lhe fazia a mínima diferença.

Nenhum comentário: