18 de ago de 2010

Desarmamento

Não, eu não ando armada por aí. Mas o problema é esquecer o colete à prova de balas. Isso sim me faz falta, não armas. Jé levei tiro sem perceber, por não ter sentido nada. Só constatei depois porque me disseram. Nem sangrar tinha sangrado. Isso porque eu simplesmente não tinha percebido.

Mas, das vezes que fui atingida, voltei para limpar o sangue com Ajax Festa das Flores. Deixei tudo limpo e em ordem. Depois, linha e agulha: hora de tirar a bala e costurar a ferida. Sou boa para consertar coisas. Remendos quando necessário. Delicadeza e precisão.

Então, acalmem-se todos: eu não saio armada por aí.

Nenhum comentário: