13 de mai de 2012

Circense

"Old Clown" (2008) de Lubomir Tkacik
O primeiro se equilbrava na corda bamba só para impressioná-la... Ligeiro e ágil. Ameaçava cair e saltou, de uma pirueta, pousando são e salvo e brilhante no solo. Estrela cadente agora terrena.

Ela olhou para ele e seu olhar apagou-lhe o brilho. Buraco negro.

O segundo tirava coelhos da cartola e cartas da manga só para cativá-la... Charmoso e encantador. Pediu-lhe que escolhesse uma carta e adivinhou-a com facilidade. De um punhado de lenços, tirou um buquê de rosas.

Ela olhou para ele e para as rosas: seu olhar as fez murchar.

O terceiro domava o leão só para surpreendê-la... Corajoso e poderoso. Mostrava toda a sua masculinidade no estalar do chicote - bicho tinha que ser domado. Seu sorriso confiante reluzia o reflexo das grades do felino.

Ela olhou o leão e para ele: o primeiro, fez miar; o segundo, subjugou com o olhar. O sorriso confiante ficou opaco.

Teria preferido o despretencioso palhaço, com seu rosto pintado e sua falsa alegria.

Um comentário:

Lucas Leonardo Venturin disse...

Sensacional.
Suave, limpo, bonito.