24 de mai de 2012

O Bambuá Inabalável

Eu gosto daquelas frases de sabedoria oriental, principalmente uma segunda a qual temos que ser flexíveis como o bambu. Mas eu preferia ser sólida como uma rocha. Mesmo. É porque nem só de bambu vive o panda e nem só de flexiblidade vive a gente.

Porque às vezes a vontade é a de ser um baobá. Ou mesmo o cacto do Bandeira: belo, áspero e intratável. Mas baobás me fazem pensar em raios que os partam. E cactos sempre acabam parando tudo e atrapalhando o tráfego, o sábado e o que mais o Chico [meu amor] quiser.

Então como ser inabalável? Um híbrido de bambu, baobá e cacto? Cacto tem espinhos. Sem cactos. Quero criar raízes, numa mistura de bambu e baobá. Pode? 

E enquanto enquanto não crio flores [baobá dá flor?], vou até que inabalável dentro do possível. Comecei mentindo para mim mesma [mentindo? muito bonito!], mas depois não é que eu paguei para ver e vi que vai? É uma questão de trabalho interno. Um tal burilamento [adoro essa palavra] que começa a cavocar a gente, bem no íntimo. 

E um dia você chega ao ponto de nem mais precisar respirar fundo para buscar calma, paciência ou paz de espírito. Tudo simplesmente flui. E você percebe que dorme melhor, come com mais prazer e olha para as coisas de um modo diferente. E talvez, se tiver o olhar atento [olhos de ver], vai perceber pequenas flores desabrochando entre seus cabelos.

Um comentário:

Lucas Leonardo Venturin disse...

Penso que as vezes, precisamos ser iguais o bambu: flexíveis. Não por uma questão de flexibilidade, mas mais por uma questão de humildade.
Quanto venta forte, o bambu, ao invés de manter-se firme, em pé, enfrentando o vento, ele simplesmente se curva. E quando ele se curva, não se quebra, pois o bambu é cheio de nós.
Podemos pensar que esses ventos, são os tormentos que encontramos durante nosso caminhar, são os "ventos" que tentam nos jogar pra trás, ou nos derrubar, mas temos que ter consciência de nos abaixar, de nos "dobrar" para que esses ventos possam simplesmente passar e não nos afetar. E os nós, bom, os nós são tudo aquilo que nos faz continuar seguindo em frente. Pode ser um desejo, um sonho ou até mesmo uma pessoa.