7 de mai de 2012

Muito romântico

Para você

Porque você me comove. A lentidão dos seus passos pesados. O jeito como arruma os talheres sobre o prato. O modo tranquilo como folheia seus milhares de livros. A delicadeza com a qual arruma a cama. O total embaraço no salão de dança.

A sua quase sempre tão pensada escolha de palavras. E a profusão e o fluxo intenso das mesmas em momentos passionais. Me comove a sua intensidade morna que transborda e inunda a sala do nada. Represa que estoura. Seu olhar sonolento a pousar nos meus olhos.

O tique do seu olho esquerdo me comove. Assim como o lóbulo intócavel da sua orelha direita. A sua maneira de ajeitar a gravata. Suas meias sempre trocadas. O relógio sempre esquecido me comove. E o seu modo de encarar o tempo também.

E dói tanto que você nem imagina. Dói porque você não sabe, nem vai saber. Você vai achar cafona, porque, para você, afeto sem ensaio é feio.

Na verdade, eu tenho medo. Medo de você não achar cafona. Medo de você me querer. Medo de eu, lá no fundo, te comover também.

2 comentários:

Cláudia disse...

os detalhes é que pegam a gente, não é verdade? ai, ai, ai... lindo!
e ó, brigada pelos elogios, moça! você que é sensacional! <3

Nara disse...

Ai, gente. Que mais bonito.
Tô (sou) sensível.

Ah, Frau, eu não sei calar meus sentimentos, gosto de ser comovida e de comover.

Beijo