8 de mar de 2011

Idéias inspiradoras

"Coma o maldito bolo de chocolate. Molhe o cabelo. Ame alguém. Dance naquelas poças enlameadas. Dê uma bronca em alguém. Faça um desenho com giz de cera como se você ainda tivesse seis anos de idade e dê para alguém importante. Tire uma soneca. Saia de férias. Dê uma estrela. Faça sua própria receita. Dance como se ninguém estivesse vendo. Pinte cada unha de uma cor diferente. Tome um banho de espuma. Ria de uma piada brega. Suba naquela mesa e dance. Colha morangos. Faça uma caminhada. Cultive um jardim. Faça uma camiseta feia a use-a por um dia todo. Aprenda uma língua nova. Escreva uma música. Namore alguém de  quem você normalmente não correria atrás. Faça um scrapbook. Faça um piquenique. Relaxe ao sol. Faça seu próprio vídeo caseiro. Beije o não-beijável. Abrace o não-abraçável. Ame o não-amável. E desfrute de vida ao máximo. Então, no fim, você não terá arrependimentos, tristezas, desapontamentos".

Isso me tocou quando li. Muito foi pela simplicidade do que é dito. Muito pela constatação de que já consegui realizar muita coisa que é sugerida acima. É a sensação de uma vida completa.

Leia o original em inglês em Chasing vivid dreams.

2 comentários:

Tatiana Machado disse...

Também me emocionou... simples, poético e lindo! Amo listas de coisas a serem cumpridas! lol Control freak total!

Só para constar, nossa conversa me ajudou a terminar a letra que estava compondo!

Beijos,

Anônimo disse...

Completa não, Laris. Se completando. Ou complete, vislumbre e vai retocando. Pinte com tinta a óleo, que demora bastante para secar e permite que sempre caiba um retoque.

Gabrz :^D