11 de jan de 2011

Estômago

Discutiam. Ele mandou que ela dissesse tudo, que não guardasse mais nada, que desabafasse, abrisse seu coração. Assim ela o fez: vomitou todas as palavras que apodreciam dentro de seu corpo torpe e frágil, todo o sofrimento, toda a angústia. Mas não teve tempo de sentir o menor alívio, sucumbindo logo em seguida: sem aguentar o que (ou)via, ele mandou que ela engolisse tudo de volta.

Um comentário:

MN disse...

manda ele pra @#$%%¨&*